quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Setembro

Desci a rua ainda uns 500 metros e sentia a alma faminta. Foi de repente que no meio do jardim da casa quatro o avistei. Como um sol no chão, trazia em si a belíssima propriedade da cor amarelo. E, para me nutrir da alegria enigmática. E, para começar bem esta primavera de mim: emudeci meus passos e cessei o tum tum tum do coração. Vi-me com as mãos posicionadas e vap: roubei o solzinho em pétalas e com voracidade,

o comi.

2 comentários:

  1. Interessante sua maneira de contar "causos", misturando realidade com imaginação.

    ResponderExcluir